Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Guedes faz apelo para que dinheiro da saúde não seja desviado

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

O ministro Paulo Guedes fez um apelo nesta manhã de quinta, 30, para que o dinheiro da União transferido aos Estados e municípios para a área da saúde nesta pandemia do novo coronavírus “não seja desviado para outros usos”. “Estamos de coração aberto pedindo aos senhores para aprovação das medidas (de ajuda aos entes), mas também para fiscalização. Nós não queremos que esse dinheiro seja desviado para outros usos. Queremos ser monitorados e fiscalizados”, afirmou ele em audiência da Comissão Mista do Congresso por videoconferência, citando o trabalho dos tribunais de conta estaduais.

O minsitro da Economia, Paulo Guedes, em audiência da Câmara nesta quinta

O minsitro da Economia, Paulo Guedes, em audiência da Câmara nesta quinta Foto: Reprodução/TV Câmara

Guedes tem na ponta da língua os valores das transferências. “São R$ 500 bilhões, sendo R$ 350 bi de crédito e R$ 150 bi de antecipação de benefícios e impostos, mais R$ 100 bilhões de manutenção dos empregos, mais R$ 130 bilhões para Estados e municípios. Só aí são quase 4% do PIB, mas pode chegar a 13 ou 14% do PIB. É algo nunca visto”, apontou.

Como você leu mais cedo aqui no BRP, o presidente Jair Bolsonaro insinuou que governadores de “alguns Estados” estariam desviando recursos destinados ao combate ao novo coronavírus. O comentário foi feito na manhã desta quinta-feira, 30, enquanto o presidente falava sobre o achatamento da curva de contágio.

Tudo o que sabemos sobre:

Paulo GuedesEstadoscoronavíruscâmara