Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Guedes: ‘Presidente não está diminuindo a crise, está nos alertando’

Gustavo Zucchi

Exclusivo para assinantes

Em quarentena no Rio de Janeiro, o ministro da Economia, Paulo Guedes, gravou um vídeo exaltando as recentes medidas do governo no combate a crise econômica proveniente do coronavírus. E tentou explicar que Jair Bolsonaro não está diminuindo a pandemia. Apesar do presidente dia sim, dia também, sinalizar que quer o fim das medidas de isolamento e que as mortes que virão “são parte da vida’, Guedes disse que Bolsonaro apenas “tenta nos alertar” da “vinda da segunda onda”. No caso, uma crise econômica de proporções “nunca antes vistas”.

“O presidente acaba de nos advertir e nos alertar. Ele não está de forma alguma diminuindo o problema e a ameaça da primeira onda (a crise de saúde). Ele está nos alertando que precisamos impedir a desorganização da Economia brasileira, impedir uma crise de desabastecimento”, disse Guedes.  “O alerta do presidente é sim, vamos cuidar da nossa saúde, mas ali na frente temos o desafio de continuar produzindo”, explicou. “Precisamos ficar em casa para furar essa onda”, disse, contrariando a ideia do presidente de voltar para as ruas.

Até o momento, o Brasil registra 95 mortes por coronavírus em números oficiais, mas o próprio Ministério da Saúde admite que este número está subdimensionado. Bolsonaro, por sua vez, declarou insistentemente nos últimos dias que o fim da quarentena é fundamental e que o coronavírus não passa de uma “gripezinha”. “Nenhum brasileiro vai ficar para trás. Nós vamos cuidar de todos, começando com os mais vulneráveis”, disse o ministro da Economia.

Tudo o que sabemos sobre:

Paulo GuedesJair Bolsonarocoronavírus