Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Guedes quer Renda Brasil e desoneração da folha junto do pacto federativo

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

A nova estratégia da equipe econômica para o Renda Brasil e a desoneração da folha é colocar os dois projetos junto do pacto federativo. O ministro Paulo Guedes esteve nesta terça-feira, 18, com o relator da proposta, senador Márcio Bittar (MDB-AC) e revelou que seu time já está trabalhando junto do parlamentar na inclusão dos benefícios.

O ministro da Economia, Paulo Guedes

O ministro da Economia, Paulo Guedes Foto: Dida Sampaio/Estadão

“Isso foi inclusive conversado com o presidente do Senado, Davi Alcolumbre, (DEM-AP) com o presidente da República Jair Bolsonaro, todos eles apoiando que o nosso senador fosse o relator do pacto federativo e então pudéssemos trabalhar lá dentro também o Renda Brasil e a desoneração da folha”, disse Guedes.

A proposta do pacto federativo é uma das três PEC enviadas pelo governo no ano passado que estão paradas no Senado. Outra PEC que deve ser unificado é a Emergencial, que previa a criação de gatilhos para conter gastos públicos. Dentre as ideias que deixaram a PEC conhecida como “pacote de maldades” está a possibilidade de redução de jornada e salário de servidores públicos.

Assim, a ideia de Guedes coloca no mesmo bojo tanto ideias de contenção de despesas quanto novos benefícios para a população. O Renda Brasil é a aposta do governo para substituir o Bolsa Família. E consequentemente alavancar a popularidade de Jair Bolsonaro entre os mais pobres. Já a desoneração da folha é discutida entre os vetos do presidente da República que precisam ser apreciados pelo Congresso. Bolsonaro vetou a prorrogação da desoneração de alguns setores para 2021, o que pode impactar diretamente em uma quantidade significativa de demissões.