Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Guedes seduzido pelo ‘imposto do pecado’

Equipe BR Político

A criação do chamado imposto do pecado (sin tax, em inglês) está em estudo pela equipe econômica do ministro Paulo Guedes. Segundo o titular da Economia, o ministério produz simulações para averiguar quais os resultados possíveis de arrecadação com a tributação de produtos que podem fazer mal à saúde, como açúcar, cigarro, refrigerante, chocolate, sorvete e bebidas alcoólicas, registra o Broadcast Político. “Estou doido para elevar o imposto do açúcar. Pedi para simular tudo”, disse ele nesta quinta, 23, no Fórum Econômico Mundial, em Davos, ressaltando o mal que o produto pode fazer à saúde.

O ministro da Economia no Fórum Econômico Mundial

O ministro da Economia no Fórum Econômico Mundial Foto: Christian Clavadetscher/World Economic Forum

O ministério estuda se a elevação deve ser na mesma magnitude de itens já taxados com alíquotas mais altas, como cigarro e bebidas, ou se deve receber um tratamento diferencial porque pode afetar diretamente os mais pobres, que usam a fonte de energia em sua cesta básica. “A intenção é ter um programa de substituição tributária, não é para arrecadar mais nem menos (…) Não posso baixar a arrecadação hoje, mas também não vou aumentar.”

Tudo o que sabemos sobre:

Paulo Guedesimposto do pecadoEconomia