Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Guedes sobre domésticas na Disney é prato cheio para críticas

Equipe BR Político

Em menos de uma semana, o ministro da Economia, Paulo Guedes, deu duas declarações capazes de desagradar de gregos a troianos. O comentário mais recente, feito na quarta-feira, 12, sobre “empregada doméstica indo pra Disneylândia” foi um prato cheio para a oposição e gerou uma enxurrada de crítica nas redes sociais.

Paulo Guedes durante evento em que falou sobre o dólar na quarta-feira, 12

Paulo Guedes durante evento em que falou sobre o dólar na quarta-feira, 12 Foto: Wilson Dias/Agência Brasil

O ex-candidato à Presidência Ciro Gomes (PDT) publicou um vídeo do ano passado, segundo ele, em que aparece dizendo que a “dissonância cognitiva” do ministro está a uma distância de “50 unidades astronômicas” da vida do povo. “Paulo Guedes é incapaz de entender o Brasil e nosso povo. E dentro da sua incapacidade revela todos os seus preconceitos e seu desprezo pelo povo mais sofrido do nosso País”, escreveu o político na legenda do vídeo.

A deputada Tabata do Amaral (PDT-SP), que encabeça a agenda social da Câmara junto ao presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou que o comentário de Guedes “revela seu preconceito, racismo e sua visão de senhor da senzala. Governo digno trabalha para que todos possam viajar e ser feliz. Trabalha para garantir oportunidades e direitos iguais a todos os brasileiros”, opinou.

Ao comentar a fala de Guedes, o deputado Marcelo Freixo (Psol-RJ) fez referência à declaração do ministro sobre os servidores públicos. “O ódio e o desprezo que Paulo Guedes tem pelos brasileiros pobres é repugnante. Esse banqueiro parasita que fez fortuna fraudando fundos de pensão é a cara do governo Bolsonaro”, escreveu.

Já o diretor-executivo da Instituição Fiscal Independente do Senado, Felipe Salto, disse que o comentário de Guedes é uma “abobrinha” e recomendou que o ministro invista seu tempo em apresentar dados sobre o pacote econômico apresentado pelo governo. “Política cambial: dólar alto é bom porque empregada doméstica não vai mais para a Disney. O ministro Paulo Guedes poderia dedicar seu tempo a mostrar os números do pacote econômico anunciado no fim do ano passado. Prefere, no entanto, falar abobrinha e ofender o povo brasileiro”, disse.