Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Marcelo de Moraes

Há 100 anos eleição foi ‘tranquila’, mas vice assumiu

Luiza Pollo

Rodrigues Alves foi eleito para um segundo mandato como presidente em 1918, morreu antes de assumir o cargo. Reprodução/ Estadão

Em meio ao turbilhão de 2018, é difícil imaginar que há 100 anos o Brasil vivenciava uma eleição tranquila. Em 1º de março de 1918, o País foi às urnas e elegeu a chapa única que concorreu ao pleito, formada por Francisco de Paula Rodrigues Alves e Delfim Moreira.

Apesar da calmaria no dia votação, diferente dos sete pleitos anteriores, o que se seguiu causou reviravoltas. Antes da posse, Rodrigues Alves sucumbiu à epidemia de gripe espanhola e Delfim Moreira assumiu a Presidência em seu lugar. O presidente eleito faleceu em 17 de janeiro de 1919. Como previa a Constituição, novas eleições foram convocadas.

Leia a história completa no Acervo Estadão.

Tudo o que sabemos sobre:

presidênciaeleições