Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Hackers podem ser ouvidos em CPI

Equipe BR Político

Parlamentares tanto da base quanto da oposição planejam usar a recém-instalada CPI das fake news para interrogar os quatro hackers presos na última semana, suspeitos de terem invadido o celular do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, e de outras autoridades, incluindo o presidente Jair Bolsonaro. Um dos focos dos parlamentares é descobrir se os ataques foram encomendados e tiveram motivação política.

A comissão ainda não começou a funcionar. Os partidos precisam indicar os nomes que vão integrar o colegiado, o que só deve ocorrer a partir da segunda semana de agosto, após o fim do recesso parlamentar. O líder da bancada da bala, Capitão Augusto (PL-SP), no entanto, já avisou que pretende fazer parte. “E vou apresentar o requerimento para que todos os envolvidos sejam ouvidos”, disse ele ao Estadão.

Tudo o que sabemos sobre:

CPI das fake newshackers