Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Haddad não perde chance de ligar ‘Capitão Adriano’ com Bolsonaro

Equipe BR Político

Fernando Haddad não perdeu a oportunidade de lembrar das ligações que o miliciano Adriano da Nóbrega, conhecido como “Capitão Adriano”, tinha com a família Bolsonaro. Logo após surgir a notícia de que o ex-policial foi morto em uma troca de tiros com a PM no interior da Bahia, o petista utilizou o Twitter para provocar: “Será que os Bolsonaros estão tristes pela perda do amigo?”.

“Capitão Adriano” trabalhou com Fabrício Queiroz no 18º Batalhão da PM no Rio de Janeiro. Após virar assessor de Flávio Bolsonaro, Queiroz teria sido o responsável pela contratação da mãe e da filha do miliciano para o gabinete do “01”. Segundo o Ministério Público, elas repassavam parte de seu salário para Adriano. O ex-policial era apontado como uma das lideranças da milícia conhecida como “Escritório do Crime”, investigada como sendo responsável pela morte da vereadora Marielle Franco.