Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Haddad prevê dificuldade para Ciro e Doria em 2022

Equipe BR Político

Em relação à próxima eleição presidencial, o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT) afirmou, em entrevista à Folha e ao UOL, que tanto o ex-governador do Ceará Ciro Gomes (PDT) quanto o governador do Estado de São Paulo, João Doria (PSDB), “terão dificuldade até 2022” para “se descolar daquilo que ajudaram a construir”, o que gera, na visão de Haddad, uma falta de “identidade” a eles e de “segurança” por parte das pessoas. “Afinal, o que eles representam?”, questiona.

Ainda segundo o ex-prefeito, o descolamento de Ciro do PT é mais prejudicial ao pedetista do que à sigla. Dentro do partido, essa avaliação também é compartilhada pelo governador do Ceará, Camilo Santana (PT), como você leu no BRP.

Sobre o papel que vai desempenhar no pleito de 2022, Haddad fez uma analogia com o futebol para dizer que não sabe qual posição ocupará, mas que faz parte de um time. “Se vou ser o artilheiro, o zagueiro, o capitão do time, o técnico, vamos ver, mas pertenço a um time que quer mudar o Brasil para melhor.”

Tudo o que sabemos sobre:

PTFernando Haddadeleição 2022