Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Hartung chama derrubada de veto de ‘ofensa aos brasileiros’

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

O ex-governador do Espírito Santo Paulo Hartung classificou, nesta quinta-feira, 20, como “egoísmo” e “ofensa aos brasileiros” a decisão do Senado de derrubar o veto do presidente Jair Bolsonaro ao reajuste de salários de servidores durante a pandemia do coronavírus. A pauta será votada hoje na Câmara.

O ex-governador do Espírito Santo, Paulo Hartung

O ex-governador do Espírito Santo, Paulo Hartung Foto: Gabriel Lordello/Estadão

O Ministério da Economia calcula que, se confirmada pelos deputados federais, a derrubada do veto presidencial compromete uma economia fiscal entre R$ 121 bilhões e R$ 132 bilhões.

“É lamentável que, no momento em que o País chora mais de 110 mil vidas perdidas, com famílias sem renda, empregos sendo perdidos, o egoísmo ainda fale mais alto. Manter aumento de salário de servidor com estabilidade e outros privilégios de carreira, é uma ofensa aos brasileiros”, escreveu o economista no Twitter.