Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Helder está insatisfeito com desempenho de Incra e Embrapa no Pará

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

O governador do Pará, Helder Barbalho (MDB), passou a manifestar publicamente sua insatisfação com o trabalho desempenhado pelo Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) e pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) no Estado. Segundo ele, a atuação dos dois órgãos federais é tímida e não segue o ritmo de trabalho do governo estadual na prestação de serviços aos produtores locais.

O governador do Pará, Helder Barbalho

O governador do Pará, Helder Barbalho Foto: Marcos Corrêa/PR

Para Helder, a atuação dos dois órgãos em parceria com o governo estadual é estratégica para iniciar uma mudança de comportamento dos produtores amazônicos rumo à produção sustentável. O governador acredita que, no Pará, o Incra e a Embrapa precisam estar mais abertos ao diálogo com o Estado. Ele também já sugeriu que os órgãos utilizem espaços do Estado nas regiões onde não possuem infraestrutura e pessoal.

“Precisam ter escalas de atuação da dimensão territorial do Pará”, reclamou Helder, na última quinta-feira, 24), em Belém, durante evento com o ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, para assinatura do termo lançamento do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) no Estado.

As reclamações do governador não são novidades, ele já havia se queixado anteriormente em agendas reservadas e reuniões de trabalho, como, por exemplo, no Conselho da Amazônia Legal, onde o governador falou diretamente com o vice-presidente da República, Hamilton Mourão.

 

Tudo o que sabemos sobre:

Hélder BarbalhoincraEmbrapaatuação