Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Heleno admite que Abin monitorou brasileiros na COP

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

O ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), Augusto Heleno, admitiu nesta sexta-feira, 16, que a Agência Brasileira de Inteligência (Abin) monitorou participantes da Cúpula do Clima das Nações Unidas (COP 25) que ocorreu em dezembro do ano passado, em Madri, em meio a pressões externas por conta do aumento de queimadas em florestas brasileiras. 

O ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), Augusto Heleno

O ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), Augusto Heleno Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil

“Aos ‘patriotas’, que acham que o Brasil não precisa de ‘inteligência’: 1- A ABIN, pela Lei 9883/99, tem competência legal para acompanhar a COP 25”, escreveu em publicação nas redes sociais antes de apontar que a agência publicou na ocasião que participaria do evento.

“Deplorável a visão míope de alguns sobre Inteligência de Estado. Temas estratégicos devem ser acompanhados por servidores qualificados, sobretudo quando envolvem campanhas internacionais sórdidas e mentirosas, apoiadas por maus brasileiros, com objetivo de prejudicar o Brasil”, disse. 

A publicação foi feita depois que o Estadão revelou que a operação realizada por quatro agentes da Abin, três deles recém-concursados, no evento, tinha objetivo de monitorar e relatar menções negativas a políticas ambientais do governo Bolsonaro, especialmente na Amazônia, com foco principalmente em ONGs, mas também em integrantes da própria comitiva brasileira e de delegações estrangeiras. Segundo a reportagem, a presença dos agentes intimidou servidores técnicos. 

Deputados da bancada do PSOL acusam Heleno e o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, por omissão de informações ao Congresso e acionaram a Procuradoria-Geral da República (PGR) e a Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão  sobre o caso. O Itamaraty deixou de informar em ofício à Câmara dos Deputados sobre a presença de nomes da Abin e do GSI na delegação brasileira.

Tudo o que sabemos sobre:

augusto helenoAbinCOP25GSI