Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Heleno diz que divulgação de íntegra de vídeo seria ‘antipatriótico’

Gustavo Zucchi

Exclusivo para assinantes

O ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), general Augusto Heleno, se juntou ao coro governista que pede que o vídeo da reunião ministerial não seja revelado na íntegra. “Pleitear que seja divulgado, inteiramente, o vídeo de uma Reunião Ministerial, com assuntos confidenciais e até secretos, para atender a interesses políticos, é um ato impatriótico, quase um atentado à segurança nacional”, disse Heleno.

Segundo depoimento do ex-ministro Sérgio Moro, Bolsonaro teria deixado claro no encontro que gostaria de trocar o superintendente da PF no Rio como forma de proteger familiares. A defesa de Moro alega que o conteúdo da reunião deve ser divulgado integralmente, incluindo, por exemplo, supostas ofensas de outros ministros a integrantes do STF. Já Bolsonaro alega que, por ele, tudo que interessa ao inquérito pode ser divulgado para a população.