Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Human Rights Watch critica facilitação da posse de armas

Equipe BR Político

Dois dias depois de o governo brasileiro flexibilizar a posse de armas, a ONG de defesa dos direitos humanos Human Rights Watch publicou nesta quinta-feira, 17, seu 29.º Relatório Mundial no qual afirma que o Brasil precisa combater a violência dentro do marco legal, critica propostas de “encorajar” a polícia a matar e a facilitação de posse de armas. Segundo a ONG, o argumento do governo de que o acesso às armas vai permitir às mulheres se defender “não é uma resposta séria” à violência doméstica.

“Se Bolsonaro está realmente preocupado com a segurança das mulheres, ele deveria melhorar o apoio legal, psicológico e outros serviços para as mesmas”, disse José Miguel Vivanco, diretor da Human Rights Watch. Segundo a ONG, “a polícia não investiga adequadamente “milhares de casos de violência doméstica a cada ano”, informou o Estadão.