Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Ibaneis decreta reabertura total de comércio e escolas do DF

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), decretou nesta quinta-feira, 2, a reabertura total do comércio e da indústria e o retorno das aulas presenciais em escolas e universidades. Mesmo com o avanço do número de contaminações na região, o decreto estabelece a reabertura gradual já a partir de terça-feira, 7.

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha Foto: Dida Sampaio/Estadão

Segundo o ordenamento, os primeiros estabelecimentos liberados serão salões de beleza, esmalterias, barbearias, centros estéticos e academias de esporte. A partir do dia 15, bares e restaurantes poderão receber clientes, escolas, universidades e faculdades da rede privada poderão retomar as atividades presenciais em 27 de julho e as da rede pública, em 3 de agosto. Todos os estabelecimentos deverão seguir protocolos de segurança recomendados pelas autoridades sanitárias. O decreto manteve suspensos eventos de qualquer natureza que exijam licença do Poder Público, eventos esportivos, atividades coletivas de cinema, teatro e culturais de qualquer natureza, exceto aquelas que ocorrerem em estacionamentos e atividade de boates e casas noturnas.

A decisão ocorre três dias depois de Ibaneis ter declarado estado de calamidade pública em decorrência da pandemia e um dia depois do reconhecimento pelo governo federal. O DF conseguiu, no início da pandemia, frear a disseminação do coronavírus, sendo a primeira Unidade da Federação a fechar o comércio e as escolas. Em maio o governador liberou a reabertura de algumas atividades. Desde então, o número de infectados saltou de pouco mais de 4 mil para os atuais 51.123.