Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

IBGE responde com beabá

Equipe BR Político

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou nota nesta tarde de terça, 2, após o presidente Jair Bolsonaro duvidar dos critérios de aferição do desemprego no País. A instituição afirma que a metodologia adotada segue recomendações da Organização Internacional do Trabalho. Também explica quem são as “pessoas desocupadas” (13,1 milhões): “aquelas que não têm emprego e estão em busca de uma ocupação”. Sobre os beneficiários do Bolsa Família, o IBGE destaca que eles “podem encontrar-se em diferentes condições, em relação ao mercado de trabalho: desempregados, trabalhando apenas para consumo próprio, fora da força de trabalho e outros, ainda, desalentados”.

A nota conclui que o “IBGE mantém um diálogo permanente com os diversos segmentos da sociedade brasileira na busca de um aprimoramento de suas pesquisas. O Instituto está aberto a sugestões e se coloca à disposição do governo e dos cidadãos para esclarecimentos a respeito do seu trabalho”.

Notícias relacionadas

Tudo o que sabemos sobre:

IBGEdesempregados