Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Incógnita na articulação política

Vera Magalhães

Quem disser que sabe como funcionará o novo modelo de governabilidade proposto por Jair Bolsonaro, que fala em dar mais peso às chamadas “bancadas temáticas” do Congresso, está chutando ou mentindo, escreve Elio Gaspari em sua coluna, citando declaração do deputado Alceu Moreira (MDB), ele próprio integrante da frente ruralista. “A ideia da negociação com as “bancadas temáticas” é útil numa campanha eleitoral e funciona durante a fase de transição. No dia 2 de janeiro, Jair Bolsonaro deverá abrir a quitanda e em fevereiro instala-se a nova legislatura. Só então começará o jogo, com a remessa ao Congresso das diversas emendas constitucionais prometidas pelo candidato. Elas precisam de três quintos dos votos da Câmara e do Senado”, pondera o colunista.