Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Indústria brasileira é afetada por crise argentina

Equipe BR Político

As exportações brasileiras para a Argentina caíram 40,42% em agosto deste ano, segundo informações do Ministério da Economia desta segunda-feira, 2, na comparação com o mesmo mês do ano passado.

O número é apenas um dos reflexos da crise na nação fronteiriça. Aliado de Bolsonaro, o governo de Mauricio Macri vê o descontentamento da população com a situação financeira refletida na dificuldade de reeleição. Nas eleições primárias, o atual presidente perdeu, por 49% contra 33%, para a chapa do peronista Alberto Fernández/Cristina Kirchner.

O presidente argentino, Mauricio Macri, reconhece derrota nas eleições primárias

O presidente argentino, Mauricio Macri Foto: Juan Ignacio Roncoroni/EFE

A vitória da oposição veio em 11 de agosto, num mês recheado de péssimos indicadores financeiros para o país vizinho: a Bolsa de Valores caiu 72% e o peso depreciou 38%. Nos últimos de 12 meses, a inflação acumulada é de 54%. O quadro desanimador da economia argentina, nosso terceiro parceiro comercial e maior comprador dos produtos brasileiros manufaturados, tem efeito direito na queda das vendas da indústria no Brasil.