Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Marcelo de Moraes

Inflação da indústria desacelera em novembro, aponta IBGE

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

Os preços da indústria subiram 1,39% em novembro de 2020, na comparação com o mês anterior. Apesar da alta, houve uma desaceleração em relação ao resultado de outubro, quando o índice havia registrado a maior alta da série histórica (3,41%), iniciada em 2014. A inflação na indústria em novembro foi a menor observada em cinco meses, segundo dados do Índice de Preços ao Produtor (IPP) divulgados nesta terça-feira, 5, pelo IBGE.

Segmento de alimentos foi principal responsável pela elevação do índice em novembro. Foto: Daniel Teixeira/Estadão

A pesquisa mede a variação dos preços de produtos na “porta da fábrica”, sem impostos e frete, de 24 atividades das indústrias extrativas e da transformação.

Em novembro, 19 das 24 atividades analisadas apresentaram variações positivas na comparação com o mês anterior. Mas a principal responsável pela elevação do índice foi a atividade alimentar (2,76%).

“O setor representa cerca de 25% do peso do IPP, porém, em novembro, ao juntar a variação com o peso, a contribuição no resultado foi de 0,71 ponto percentual dentro dos 1,39%, ou seja, um pouco mais da metade do resultado. E este já é o quinto aumento consecutivo de preços dos alimentos, que acumulam, no ano, um crescimento de 32,01%, o maior desde 2010, e, em 12 meses, de 35,19%”, ressalta Manuel Souza Neto, gerente do IPP.