Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Interpol e OEA na investigação do óleo

Equipe BR Político

O chanceler brasileiro, Ernesto Araújo, disse nesta quinta-feira em Pequim, onde acompanha o presidente Jair Bolsonaro, que o Brasil vai solicitar que a OEA (Organização dos Estados Americanos) abra uma investigação sobre a origem e as causas do vazamento de óleo que atinge as praias do Nordeste há 50 dias.

Menino sai do mar enquanto remove óleo derramado na praia de Itapuama, em Pernambuco.

Menino remove óleo em Pernambuco. Foto: Leo Malafaia / AFP

Araújo repetiu que o governo já tem certeza de que o óleo é de origem venezuelana, mas que ainda falta apurar de onde ele vazou e quais os responsáveis.

Também nesta quinta, a coluna de Lauro Jardim no Globo informa que a Polícia Federal e a Marinha passaram a contar com o auxílio da Interpol na investigação sobre a origem do vazamento.

Tudo o que sabemos sobre:

InterpolOEANordesteMarinhaóleo