Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

‘Isso é genocídio’, diz Kalil

Equipe BR Político

O prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PHS), classificou o rompimento da barragem da Vale em Brumadinho, na sexta, 25, de “genocídio”, em entrevista à TV Record. “Isso é um genocídio, um crime que, pelo menos preventivamente, essa diretoria da Vale tinha que estar na cadeia”. Segundo ele, se o presidente da mineradora tivesse sido preso na ocasião do desastre de Mariana, em 2015, “certamente a tragédia de Brumadinho não teria acontecido.”

A Defesa Civil de Minas Gerais informou nesta manhã de segunda, 28, que foram confirmadas 60 mortes e 292 desaparecidos.

Tudo o que sabemos sobre:

Alexandre KalilValeBrumadinho