Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Itália diz que pacote da UE de € 100 bi não é suficiente contra pandemia

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

Para se ter uma ideia do estrago provocado pelo coronavírus na Itália, o primeiro-ministro italiano, Giuseppe Conte, afirmou em carta enviada nesta sexta, 3, à presidente da Comissão Europeia que o plano de resgate proposto pela União Europeia de € 100 bilhões ao país mais afetado do bloco pela covid-19 não é suficiente. “Acolhemos com bons olhos a proposta da Comissão Europeia de sustentar, por meio do plano ‘Sure’ de 100 bilhões de euros os custos que os governos nacionais enfrentarão para financiar o rendimento de quantos se encontram temporariamente sem trabalho, nessa situação difícil”, escreveu ele à Ursula von der Leyen. “Mas os recursos necessários para sustentar os nossos sistemas sanitários, para garantir a liquidez em curto prazo a centenas de milhares de pequenas e médias empresas, para assegurar o emprego e a renda dos trabalhadores autônomos são muito maiores do que isso”.  E completou: “Por isso é necessário ir além.”

O primeiro-ministro italiano, Giusppe Conte

O primeiro-ministro italiano, Giusppe Conte Foto: Remo Casilli/Reuters

Um dia antes, Ursula pedira desculpas à Itália, em carta publicada pelo jornal La Reppublica, pelo fato de a UE não ter dado o devido apoio ao país-membro. “A Itália foi afetada pelo coronavírus mais do que qualquer outro país europeu.” E reconheceu que nos primeiros dias da crise, “diante da necessidade de uma resposta comum europeia, pensamos demasiadamente em nosso próprios problemas”. O erro foi não ter percebido que a luta contra a covid-19 exigia uma resposta continental. “As decisões que tomamos hoje serão lembradas por anos. Darão forma à Europa do amanhã.”