Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Já começou a gritaria contra o acordo do etanol com os EUA

Marcelo de Moraes

O anúncio do acordo de compra de etanol dos Estados Unidos, sem cobrança de tarifas pelo governo brasileiro, já provocou fortes reclamações dentro do Congresso contra a decisão. O deputado Silvio Costa Filho (PRB-PE) considerou a medida desnecessária e prejudicial para os produtores do Nordeste. “Muito ruim a decisão do Governo Bolsonaro de elevar a cota de importação do etanol do milho. Isso vai prejudicar o setor sucroenegético do Nordeste, que é tão importante para a geração de emprego e renda”, disse o deputado nas suas redes sociais.

O deputado federal Silvio Costa Filho na Câmara. Ele discorda do aumento da cota de importação de etanol dos Estados Unidos

Foto: Gabriela Biló/Estadão

“O Brasil é autossuficiente na produção de álcool. Não existe nenhuma necessidade de, mais uma vez, liberar a importação de álcool vindo dos EUA. Isso prejudica a economia do Nordeste, são 120 mil empregos/ano que vão deixar de ser gerados. Infelizmente, mas um erro do presidente”, criticou.