por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Já Mourão quer diálogo com futuro governo argentino

Equipe BR Político

O presidente Jair Bolsonaro prevê uma hecatombe caso a chapa presidencial Alberto Fernández-Cristina Kirchner saia vitoriosa na eleição de outubro na Argentina, a julgar pelo tom usado para reclamar da vitória da dupla nas primárias de domingo, 11, como se o próprio tivesse sido derrotado. O vice-presidente, Hamilton Mourão, no entanto, acredita que o Brasil deverá dialogar com quem quer que vença a eleição. Em conversa com a Folha, o general afirmou que é “lógico que tem de ter (diálogo). Um dos grandes estadistas ingleses, o Lord Palmerston, dizia o seguinte: ‘Nós não temos amizades eternas nem inimigos perpétuos. Apenas os nossos interesses'”.

Tudo o que sabemos sobre:

Cristina KirchnerHamilton MourãoArgentina