Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Bolsonaro reage a plano de Gilmar

Equipe BR Político

O presidente Jair Bolsonaro reagiu rapidamente à movimentação do ministro Gilmar Mendes – apoiada por outros ministros do STF – de que sejam validadas como provas as mensagens frutos de vazamentos divulgado pelo site The Intercept Brasil. Nesta sexta-feira, 4, Bolsonaro afirmou que esse tipo de conteúdo não deve ser validado juridicamente. “Se é criminoso, é criminoso. Respeita a lei”, disse o presidente ao deixar o Palácio da Alvorada, pela manhã.

O presidente Jair Bolsonaro recebe cumprimentos e tira fotos na entrada do Palácio da Alvorada

O presidente Jair Bolsonaro recebe cumprimentos e tira fotos na entrada do Palácio da Alvorada. Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil

A invasão de celulares de autoridades desencadeou uma série de crises na Operação Lava Jato. A ação é investigada pela Polícia Federal no âmbito da Operação Spoofing. “Se (a mensagem) é criminosa, é criminosa”, reforçou o presidente. Bolsonaro comparou a situação a possíveis quebras de sigilo. “É igual quebra de sigilo. Se seguiu a lei, tudo bem. Se não seguiu, está errado”, comentou, segundo o Broadcast Político.