Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Bolsonaro sobre Previdência: ‘Lamento, tem que aprovar’

Equipe BR Político

Se comportando como o deputado que historicamente votou contra as propostas de reforma da Previdência na Câmara, o presidente Jair Bolsonaro – o mesmo que cheio de pompa entregou o texto ao Congresso no início do governo – voltou a dizer na manhã desta quarta-feira, 2, que “lamenta” que a proposta precise ser aprovada.

O presidente Jair Bolsonaro comenta reforma da Previdência na saída do Palácio da Alvorada nesta quarta-feira, 2

O presidente Jair Bolsonaro comenta reforma da Previdência na saída do Palácio da Alvorada nesta quarta-feira, 2. Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil

Na saída do Palácio da Alvorada, o presidente reconheceu que “a reforma da Previdência é necessária e, se não fizer, o Brasil quebra em dois anos”. Mas, na sequência, emendou e disse: “Lamento, tem de aprovar”. Para o presidente, aprovar o texto “é um sinal de que estamos fazendo o dever de casa”.

O comentário ocorre no dia seguinte a aprovação – acompanhada de derrota para o governo – da PEC em primeiro turno no Senado. O timing para o comentário do presidente também é ruim porque ainda nesta quarta, senadores retomam a votação de seis destaques que podem desidratar em R$ 200 bilhões a economia esperada com a reforma em uma década.