Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Marcelo de Moraes

Jairo Nicolau defende impressão na urna ‘por amostra’

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

Com Jair Bolsonaro subindo o tom em defesa do voto impresso, o cientista político Jairo Nicolau levantou a possibilidade da Justiça Eleitoral atender ao presidente. E assim, “tirar” dele a explicação para uma possível derrota em 2022. A solução proposta por Nicolau é que uma pequena porcentagem das urnas, algo entorno de 1%, tenham a impressão dos votos.

“Uma ideia é estabelecer um percentual mínimo de urnas (1% já seria suficiente) que usaria o voto impresso. Elas seriam distribuídas aleatoriamente pelo país”, afirmou. “Há muito, Bolsonaro vem repetindo que as urnas são vulneráveis; muitos brasileiros pensam o mesmo Por isso, acho que uma checagem (por amostra) é o melhor caminho para provar que a urna é segura e confiável. Com a vantagem de tirar de JB a explicação para a sua derrota em 2022.”

Nesta quinta-feira, Jair Bolsonaro voltou a defender o voto impresso, falando que, caso a medida não tenha sido implementada nas próximas eleições, “a situação será pior que a dos EUA”. Nas eleições americanas, o presidente Donald Trump se recusa a admitir a derrota, alegando fraude no pleito. E inflou suas turbas para invadirem o Congresso na sessão que proclamou a vitória de Joe Biden.

Tudo o que sabemos sobre:

Jairo Nicolauvoto impressoJair Bolsonaro