Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Janaina contra nova alíquota da Previdência paulista

Equipe BR Político

A deputada estadual Janaina Paschoal (PSL-SP) não gostou do aumento de 3% nas alíquotas para trabalhadores do setor público e privado. A proposta faz parte da reforma da Previdência do Estado de São Paulo.

Em uma sequência de mensagens no Twitter, a deputada reiterou seu apoio à reforma previdenciária, mas afirmou que o aumento de 11% para 14% é injusto para funcionários que ganham menos de três salários mínimos. “Não tenho condições de aprovar uma reforma que penaliza justamente os mais humildes. No âmbito federal, quem ganha um salário mínimo vai pagar 7,5%. Em São Paulo, vai pagar 14%?”, questionou a deputada.

A previsão do governo do Estado, caso a nova alíquota seja aprovada, é de economia de cerca de R$ 4 bilhões em 10 anos, valor que Janaina alega ser bem menor, segundo suas próprias contas. “Quero me reunir com os técnicos, com os números que estão utilizando para fazer seus cálculos e quero que me mostrem, passo a passo, por que precisamos tirar tanto de quem ganha tão pouco”, escreveu.