Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Janaina: ‘Se Maduro entrar no Brasil, deverá ser preso’

Marcelo de Moraes

A deputada estadual eleita por São Paulo Janaina Paschoal (PSL) parabenizou o futuro ministro de Relações Exteriores, Eugênio Araujo, por não convidar o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, para a posse de Jair Bolsonaro. Janaina chamou Maduro de “genocida” e de “ditador sanguinário” e defendeu que ele seja preso caso entre no Brasil.

“Todo apoio ao futuro Ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo. Se Maduro entrar no Brasil, deverá ser preso, pelo crimes contra a humanidade continuamente praticados. Há um ano, Hélio Bicudo, Maristela Basso, Jorge Paschoal e eu apresentamos denúncia contra ele ao TPI (Tribunal Penal Internacional)”, afirmou Janaina. “Seria enfurecedor ver um genocida ser recebido com as honrarias de Chefe de Estado! Os magistrados venezuelanos exilados já decretaram a prisão de Maduro. Se ele vier, que seja preso, com fulcro em referida ordem!”, disse. /M.M.

 

Tudo o que sabemos sobre:

Janaína PachoalMaduroVenezuela