Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Jefferson: ‘Será que Moro deu uma de Joesley?’

Marcelo de Moraes

Exclusivo para assinantes

Presidente nacional do PTB e, atualmente, ferrenho integrante da ala bolsonarista, Roberto Jefferson criticou a forma como Sérgio Moro deixou o Ministério da Justiça. Mas, além de reclamar das acusações feitas por Moro contra o presidente, nas quais o acusou de tentar interferir politicamente na Polícia Federal, Jefferson revelou um dos maiores temores dos bolsonaristas: a de que existam gravações das conversas entre os dois.

Em postagens nas redes sociais, Jefferson comparou a possibilidade com o caso do empresário Joesley Batista, que gravou o então presidente Michel Temer durante suas conversas. Com isso, Joesley tentou incriminar Temer em troca do perdão para seus delitos num acordo com a Procuradoria-Geral da República. Temer acabou tendo o seu impeachment pedido pela PGR, mas teve votos no Congresso para barrar o processo,

“Será que o Sérgio Moro deu uma de Joesley e foi conversar com o presidente levando um gravador escondido no bolso do paletó? Joesley mostrou o canalha que era ao fazer isso. Será que Moro é igual a Joesley?”, atacou Roberto Jefferson, que delatou o mensalão petista e passou uma temporada preso pelo seu envolvimento nas irregularidades.

Tudo o que sabemos sobre:

joesley batistaMoroRoberto Jefferson