Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Jornais americanos dão destaque a Wajngarten

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

Depois da confirmação de que o secretário especial de Comunicação do governo, Fábio Wajngarten, está com o novo coronavírus, jornais americanos têm repercutido a notícia nos destaques de seus sites. O motivo é a presença de Wajngarten em uma viagem oficial do governo em que o secretário acompanhou o presidente Jair Bolsonaro em Miami. Durante a agenda nos Estados Unidos, Bolsonaro e o secretário tiveram encontros com o presidente americano Donald Trump

O presidente do Estados Unidos, Donald Trump com o presidente Jair Bolsonaro e Fábio Wajngarten ao fundo

O presidente do Estados Unidos, Donald Trump com o presidente Jair Bolsonaro e Fábio Wajngarten ao fundo Foto: Alan Santos/AFP

Nos sites dos dois maiores jornais americanos, New York Times e Washington Post, a notícia de que o secretário brasileiro que esteve com o presidente Donald Trump há cinco dias testou positivo para o coronavírus esteve entre os destaque das manchetes de cobertura sobre a situação da epidemia. O jornal inglês The Guardian também repercutiu a notícia. A matéria constata que como Trump, Bolsonaro minimizou a crise. “Na quarta-feira, ele disse que ‘outras gripes matam mais do que isso’ e também chamou a preocupação com o coronavírus de ‘superdimensionada'”, citou o jornal.

Jair Bolsonaro e seus filhos já fizeram os exames para identificar a presença do vírus, que devem ter os resultados na sexta-feira, 13. O presidente americano, no entanto, afirmou que não realizará exame para a doença. Ele disse não estar “preocupado” por ter estado com Wajngarten no último final de semana. “Não fizemos nada de diferente. Sentamos um ao lado do outro por um tempo”, afirmou Trump.