Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Justiça autoriza e Temer é nomeado para missão no Líbano

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

O ex-presidente Michel Temer foi autorizado pela Justiça Federal a viajar ao Líbano em uma missão humanitária do governo brasileiro no país, após o porto da capital, Beirute, ter sido destruído por uma explosão no último dia 4, que deixou 160 mortos e 3 mil feridos. Ainda na segunda-feira, 10, o nome de Temer e de outros 12 membros da comitiva foi publicado em edição extra do Diário Oficial da União.

Valor das emendas teve alta de quase 50% em relação ao ano passado. Foto: Dida Sampaio/Estadão

A liberação para a viagem, feita ontem, saiu da 7ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro, cujo titular é o juiz Marcelo Bretas. A missão deve ocorrer entre os dias 12 e 15 de agosto. Se for necessária, a permanência das autoridades no local pode ser prorrogada.

Filho de libaneses, o ex-presidente será o chefe da missão que conta ainda com:

Nelsinho Trad (PSD-MS), senador;
Luiz Osvaldo Pastore (MDB-ES), senador;
Flávio Augusto Viana Rocha, secretário de Assuntos Estratégicos da Presidência da República;
Kenneth Félix Haczynski da Nóbrega, secretário de Negociações Bilaterais no Oriente Médio, Europa e África do Ministério das Relações Exteriores;
Carlos Augusto Fecury Sydrião Ferreira, representante do Exército Brasileiro;
Paulo Antônio Skaf, presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) e de ascendência libanesa;
Elson Mouco Junior, publicitário do MDB e ex-assessor de Temer;
Michael Pereira Flores;
Ronaldo da Silva Fernandes;
Luciano Ferreira da Sousa;
Sebastião Ruiz Silveira Junior; e
Marcelo Ribeiro Haddad.