Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Justiça do Trabalho proíbe retomada das aulas nas particulares do RJ

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

Em mais um vai e vem entre as decisões do Estado e da Justiça, o juiz Elisio Correa de Moraes Neto, da 23ª Vara do Trabalho do Rio de Janeiro proibiu o retorno às aulas presenciais nas escolas particulares do Estado, que estava autorizada pelo governo a partir da próxima segunda-feira, 14.

Voltas às aulas virou questão de Justiça no RJ. Foto: Estadão

Segundo a decisão, emitida na quinta-feira, 10, as aulas permanecem proibidas “até a vacinação de professores e alunos ou até que se demonstre, por meio de estudo técnico ou de outro modo, que não há risco aos alunos, professores e à sociedade”. O magistrado ainda proibiu que os estabelecimentos de ensino convoquem professores para aulas e atividades presenciais, sob pena de multa diária de R$ 10 mil.

A decisão do juiz foi dada em ação civil pública proposta pelo Sindicato dos Professores do Município do Rio de Janeiro e Região (Sinpro-Rio) contra o governo do Estado do Rio e dois sindicatos patronais.