Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Justiça nega pedido de Flávio para barrar caso Queiroz

Equipe BR Político

A Justiça do Rio de Janeiro negou na quinta-feira, 25, o pedido do senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), filho do presidente Jair Bolsonaro, para interromper a investigação contra seu ex-assessor Fabrício Queiroz. Flávio alegou que, durante a investigação, a pedido do MP-RJ, seu sigilo bancário foi quebrado sem autorização judicial.

Ao negar o pedido, o desembargador Antônio Carlos Nascimento Amado, do TJ-RJ, alegou que a investigação não se baseia em dados sigilosos obtidos irregularmente. Em nota divulgada no início da noite de ontem, Flávio afirmou que “fica cada vez mais claro para o Brasil que não fez nada de errado”. Também acusou membros do Ministério Público de vazar para a imprensa a decisão judicial tomada pelo desembargador – o processo tramita em segredo de Justiça, segundo informações do Estadão.