Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Marcelo de Moraes

Kalil perde batalha contra bebedeira como vetor da pandemia na capital dos bares

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

O prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PSD), vai encontrando pedras no caminho de sua política de combate ao novo coronavírus. Ontem, o juiz Maurício Leitão Linhares, da Primeira Vara dos Feitos da Fazenda Pública de Belo Horizonte, dentro de ação movida pela Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) em Minas Gerais, que demonstra pouca preocupação com o crescimento da doença provocada pelo novo coronavírus no Estado, com argumentos esdrúxulos, autorizou a venda de bebidas alcoólicas para consumo dentro de bares e restaurantes, passando por cima do decreto de Kalil contra a bebedeira nesses estabelecimentos.

“A dinâmica de uma sociedade complexa como a de Belo Horizonte comporta um número tão grande de atividades que torna difícil, para não dizer impossível, definir o que realmente estimula o aumento dos indicadores do covid-19”, argumentou o magistrado.