Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Kim e Eduardo batem boca por lei das ‘fake news’

Equipe BR Político

Depois de o BRPolítico mostrar que o presidente Jair Bolsonaro, quando era deputado, não se opôs à lei que pune a divulgação de fake news, o deputado federal Kim Kataguiri (DEM-SP) acusou o também deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) de ser “covarde”. Os dois vêm trocando farpas no Twitter por conta do veto do presidente Jair Bolsonaro, pai de Eduardo, ao parágrafo 3º da lei, que prevê pena maior a quem propagar fake news com fins eleitorais. O veto foi derrubado pelo Congresso na quarta-feira, 28, por um total de 326 deputados e 48 senadores.

Kataguiri foi o autor do destaque que pedia a derrubada do veto presidencial, e virou alvo de tuítes irritados de Eduardo mais cedo nesta quinta-feira, 29. “Mais uma vez ‘agradecemos’ aos esforços do dep. Kim Kataguiri (DEM-SP) por ter destacado o veto do (presidente) Bolsonaro e propiciado essa vitória que a esquerda ora celebra”, escreveu Eduardo.

Em resposta, o expoente do MBL afirmou que o 03 estava de “birra’” porque Kataguiri fez uma emenda contrária a uma proposta que dobraria a verba do fundo eleitoral para 2020. Segundo um abaixo-assinado contrário à medida, o PSL, partido de Eduardo, receberia cerca de R$ 500 milhões. “Por que não admite logo que a birra é porque minha emenda à LDO faz seu PSL perder 500 milhões? Covarde”, escreveu Kataguiri.

Assine o BR Político para ter acesso a produtos e informações exclusivos. Clique neste link para se tornar um assinante.