Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Lamborghini de Eike encalha em leilão

Equipe BR Político

Os participantes da primeira fase do leilão que colocou à venda veículos, embarcações e imóveis alienados de réus da Operação Lava Jato, como o empresário Eike Batista e o ex-governador Sérgio Cabral parece não ter se animado muito com os valores dos produtos. Dos bens de Eike sequestrados pela Justiça, apenas um jet ski e uma jet boat foram arrematados pelo valor total de R$ 90,5 mil. A famosa Lamborghini, que ficava na sala do empresário detido por propinas pagas ao governo de Cabral, porém, não teve lances.

Segundo o leiloeiro Renato Guedes, é comum bens de valor alto ficarem para a segunda chamada do leilão, que acontece no dia 18 de julho. A Lamborghini, avaliada em R$ 2,2 milhões, será oferecida novamente por R$ 1,7 milhão no próximo leilão. Também ficou sem comprador a Fazenda Três Irmãos do operador financeiro do ex-governador Cabral, Carlos Miranda, em Paraíba do Sul (RJ), avaliada em R$ 3 milhões e que voltará a ser oferecida por R$ 2,2 milhões na próxima chamada para o leilão.

Tudo o que sabemos sobre:

LamborghiniEike Batistaencalhaleilão