Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Lava Jato faz nova denúncia contra Sérgio Cabral

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

O Ministério Público Federal ofereceu nova denúncia contra o ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral por corrupção passiva e ativa. O operador financeiro de Cabral, Luiz Carlos Bezerra, também foi denunciado pelos mesmos crimes. A denúncia, que está no âmbito da Lava Jato do Rio, está relacionada a supostas propinas de mais de R$ 550 mil recebidas entre 2011 e 2017 no âmbito de contratos do Departamento de Estradas e Rodagens.

Sérgio Cabral. Foto: Fabio Motta/Estadão

A denúncia atinge ainda o dono da construtora Macadame, Maciste Granha de Mello Filho, que efetuou ao menos oito pagamentos à organização criminosa chefiada por Cabral. O empresário é acusado de corrupção e organização criminosa.

A acusação se dá no âmbito da Operação C’est fini, deflagrada em 2017. Segundo a denúncia, registros contábeis apreendidos com o operador de Cabral na Calicute mostram que Maciste efetuou, entre 2011 e 2017, ao menos oito pagamentos em valores entre R$ 25 mil e R$ 100 mil.

Ficha de Cabral

O ex-governador do Rio de Janeiro está preso desde novembro de 2016 no Complexo Penitenciário de Gericinó, em Bangu, quando foi detido pela Polícia Federal na Operação Calicute. O ex-governador é réu em mais de 30 ações penais e já foi condenado 13 vezes. A soma das penas contra ele já chegam a 282 anos de prisão.

 

 

Tudo o que sabemos sobre:

Sérgio CabraldenúnciaLava Jato