Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Lava Jato, mentiras e Chernobyl

Equipe BR Político

A economista Monica De Bolle traça um paralelo entre as recentes mentiras contadas na política e economia brasileira com a minissérie Chernobyl sobre o desastre nuclear ocorrido na Ucrânia em 1986, em sua coluna no Estadão nesta quarta-feira, 12. Segundo ela, o Brasil vive de mentiras há muitos anos, portanto a dívida com a verdade é “vultosa”.

De Bolle demonstra como essa conjuntura foi capaz de afetar a principal operação anticorrupção que já existiu no País. “Ao que parece, alguns dos responsáveis pela operação Lava Jato não viram claramente como as suas ações passavam rapidamente do equilíbrio ao desequilíbrio, possivelmente cruzando limites que não deveriam jamais ser cruzados”.

Tudo o que sabemos sobre:

ChernobylLava Jatomentiras