Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Lava Jato mira empreiteira e ex-dirigentes da Petrobrás

Equipe BR Político

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta quarta-feira, 23, a fase 67ª fase da Operação Lava Jato. O capítulo de hoje apura corrupção passiva, ativa e lavagem de capitais. A ação foi batizada de Tango & Cash e mira uma empreiteira ítalo-argentina que fazia parte de um cartel de empresas organizado para vencer licitações das grandes obras da Petrobrás.

Cerca de cem agentes cumprem 23 mandados de busca e apreensão em São Paulo, Campinas e Barueri, no Estado de São Paulo; no Rio de Janeiro, Petrópolis, Niterói e Angra dos Reis, no Rio; e em Matinhos, no Paraná. Os mandados foram expedidos pela 13ª. Vara Federal de Curitiba, segundo o Blog do Fausto.

Foi determinado o bloqueio de bens no valor de R$ 1,7 bilhão dos investigados. Segundo os investigadores, um dos ex-diretores da estatal teria recebido, entre 2008 e 2013, US$ 9,4 milhões. A propina foi paga mesmo após ele ter deixado o quadro da empresa em 2012.

As informações são fornecidas pela assessoria de comunicação da Polícia Federal. Os investigadores acreditam que as propinas pagas correspondiam a 2% do valor de cada contrato, o que pode ter gerado o pagamento de R$ 60 milhões em propina.

Tudo o que sabemos sobre:

Lava JatoPetrobrasPF