Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Leilões de petróleo podem render R$ 237 bi

Equipe BR Político

Três leilões de petróleo no intervalo de um mês são a grande aposta do governo para arrecadar até R$ 237 bilhões para o Tesouro e para a Petrobrás. O cálculo de quanto as licitações podem render estão em reportagem do Estadão que mostra a importância que elas passaram a ter para ajudar na recuperação fiscal do País.

Cerca de R$ 120 bilhões devem ser pagos à Petrobrás em investimentos, de acordo com estimativas das grandes petroleiras, feitas pelo Instituto Brasileiro do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis. Outros R$ 117 bilhões serão arrecadados com o bônus de assinatura, taxa fixada nos editais e que as empresas vencedoras dos leilões pagam ao fechar os contratos.

Nesta quinta-feira acontece o primeiro leilão, de blocos fora da área do pré-sal. Mas a grande expectativa recai sobre os leilões do pré-sal, marcados para 6 e 7 de novembro. Especialistas dizem que a receita e o investimento atrelado a esses leilões não têm precedente, mas lamentam o fato de que boa parte da receita vai para o pagamento da dívida e para reverter o déficit público.