Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Léo Pinheiro nega ter delatado sob coação

Vera Magalhães

O empreiteiro Léo Pinheiro, ex-executivo da OAS, negou, em carta à Folha, ter sofrido coação do Ministério Público para delatar o ex-presidente Lula, reafirmou as acusações que fez em seu acordo de delação premiada e afirmou que todas foram confirmadas por provas entregues por ele à Justiça. “Afirmo categoricamente que nunca mudei ou criei versão, e nunca fui ameaçado ou pressionado pela Polícia Federal ou Ministério Público Federal”, diz ele na carta, sua primeira manifestação à imprensa desde que fechou a colaboração judicial.

A própria Folha havia publicado reportagem, a partir de parceria com o The Intercept Brasil, em que publicava conversas entre procuradores da Lava Jato que tratavam com desconfiança as informações prestadas por Pinheiro, pelo fato de ele ter mudado de versão algumas vezes.