Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Leonel com destino selado

Vera Magalhães

O atual presidente do Coaf, Roberto Leonel, deve ter a saída do órgão selada nesta semana pelo ministro Paulo Guedes, que anunciará juntamente com a troca de nomes a mudança do órgão encarregado de investigar movimentações financeiras suspeitas para o guarda-chuva do Banco Central.

O destino de Leonel, indicado para o posto por Sergio Moro quando o Coaf estava sob sua alçada, já estava selado, mas a divulgação de troca de mensagens entre ele, quando comandava a área de inteligência da Receita em Curitiba, e procuradores da Lava Jato, deu ao governo uma justificativa extra para defenestrá-lo. Além disso, a nova leva de mensagens da Vaza Jato deve fazer com que cresça no STF o discurso de que é necessário conter uma suposta sanha persecutória de órgãos como Receita, Coaf e o próprio Ministério Público, à revelia da lei e do devido processo legal. / V.M.

Tudo o que sabemos sobre:

coafRoberto Leonelsergio moroVaza Jato