Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Marcelo de Moraes

Lewandowski libera acesso de mensagens da Spoofing a Lula

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

O ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal, determinou que a 10ª Vara Federal Criminal do Distrito Federal compartilhe com a defesa do ex-presidente Lula as mensagens reunidas pela Operação Spoofing de hackers que invadiram celulares de procuradores da Lava Jato, do ex-ministro Sergio Moro e do presidente Jair Bolsonaro, informa o Blog do Fausto.

A operação investiga a invasão de telefones de autoridades brasileiras no aplicativo Telegram após o site The Intercept Brasil divulgar mensagens trocadas pelo então juiz federal titular da Lava Jato em Curitiba com integrantes do Ministério Público Federal, mostrando suspeitas de conluios entre a acusação e o magistrado. Por isso, a defesa de Lula pede a invalidação dos processos conduzidos por Moro contra o ex-presidente.

Na época, o ex-ministro da Justiça afirmou que a invasão virtual foi realizada por um grupo criminoso organizado. Para ele, o objetivo seria invalidar condenações por corrupção e lavagem de dinheiro, interromper investigações em andamento ou “simplesmente atacar instituições”.

“Diante da verossimilhança da alegação e tendo em conta o direito constitucional à ampla defesa, defiro, por enquanto, sem prejuízo de providências ulteriores, o pedido deduzido pelo reclamante com fundamento nos arts. 6º , 8º , 77, I, e 139, IV, do Código de Processo Civil, para autorizar o compartilhamento das mensagens informais trocadas no âmbito da Força-tarefa Lava Jato, encontráveis nos arquivos arrecadados ao longo da Operação Spoofing”, escreveu o ministro em sua decisão.

 

Tudo o que sabemos sobre:

Ricardo LewandowskiLulahackerSpoofing