Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Lewandowski rejeita ação do Cidadania contra Eduardo

Equipe BR Político

O ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal, rejeitou nesta quarta-feira, 14, uma ação movida pelo partido Cidadania contra a indicação do deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) à embaixada do Brasil nos Estados Unidos, informa o Estadão. Para a legenda, a indicação de Eduardo para o posto nos EUA seria “flagrante nepotismo”, já que o parlamentar, filho do presidente, não seria “qualificado” ao cargo. Em sua decisão, Lewandowski apontou questões técnico-jurídicas e não chegou a analisar o mérito da indicação. Para o ministro, o Cidadania não tem legitimidade para contestar a indicação do filho do presidente via mandado de segurança, já que o partido acabou por postular, em nome próprio, a defesa de interesses “difusos” da população brasileira. “O plenário do Supremo Tribunal Federal já se pronunciou no sentido de negar legitimação universal ao partido político para impetrar mandado de segurança coletivo destinado à proteção jurisdicional de direitos ou de interesses difusos da sociedade civil”, observou o ministro.