Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Líder do Cidadania recomenda ‘distanciamento social’ a Bolsonaro e Ramagem

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

Para o líder do Cidadania na Câmara, deputado Arnaldo Jardim (SP), o presidente Jair Bolsonaro e o recém nomeado diretor-geral da Polícia Federal, Alexandre Ramagem, deveriam passar por uma espécie de “distanciamento social” um do outro.

Deputado Arnaldo Jardim, líder do Cidadania

Deputado Arnaldo Jardim, líder do Cidadania Foto: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados

“Depois de passarem por uma espécie de quarentena juntos, é essencial que Bolsonaro e Ramagem, a partir deste instante, pratiquem o distanciamento social um do outro, para o bom andamento dos trabalhos daquela que é considerada uma das instituições de maior credibilidade do Brasil. A PF é autônoma, independente e jamais admite interferências políticas”, disse Jardim, em nota.

Sobre a nomeação do ex-advogado-geral da União André Mendonça para o Ministério da Justiça e Segurança Pública, o líder do Cidadania disse esperar que a pasta continue praticando sua política de tolerância zero contra o crime organizado e servindo sempre aos interesses da coletividade, segundo o Broadcast Político.