Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Líderes querem derrubar excludente de ilicitude e Bolsonaro reclama

Equipe BR Político

Assim como aconteceu com o pacote anticrime de Sérgio Moro, líderes do Congresso estão articulando para derrubar o projeto de lei que cria o excludente de ilicitude para agentes que participarem de operações de Garantia da Lei e da Ordem (GLO). O Globo desta segunda-feira, 25, ouviu parlamentares que estão “preocupados” com o PL. Rodrigo Maia não quis se manifestar, mas tem dito para interlocutores que vê um “caráter autoritário” na medida.

Claro que Bolsonaro não gostou nada de ver o Centrão articulando contra uma proposta que atende diretamente parte de sua base eleitoral. O presidente foi ao Twitter reclamar: “A tropa da GLO não é para fazer relações públicas, ela vai para se impor, conter ações terroristas, depredação de bens, queima de ônibus, evitar que inocentes morram, etc”, disse Bolsonaro. “No mais, para enfrentar a esses marginais, é que se faz necessário o excludente de ilicitude.”