Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Marcelo de Moraes

Lira sobre a gestão Maia: ‘A bola só rolava quando o dono deixava’

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

O candidato à presidência da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), publicou neste domingo, 3 um artigo no Globo com sua definição de centro ou Centrão do espectro político. O deputado cita os rótulos de  “centro democrático”, do “novo centro”, entre outros novos apelidos para o bloco, e mostra a fatura. “Foi esse bloco que se solidificou para defender as prerrogativas do Parlamento no início do ano passado, que se uniu em torno de Rodrigo Maia nas duas últimas eleições para presidente da Casa e que fez andar as reformas trabalhista e da Previdência”, diz.

Como está em campanha contra o candidato de Rodrigo Maia, Baleia Rossi (MDB), aproveitou para provocar o adversário. “Centrão ou centro gourmet, pergunto-me onde está a diferença. Despir-se da capa de Centrão só vale na hora da entrevista ou do tuíte? Aliás, fica aqui o registro de que, na Plataforma Radar do Congresso, os partidos PSL, DEM, Novo e MDB apresentam índices de votação a favor do governo acima dos 80%. Se o disfarce de uma dita oposição não cola, a diferença do candidato de Rodrigo Maia será o jeito de conduzir o dia a dia da Casa. Pelo visto, primeiro vai ter que decidir o que é.”

Ainda com relação a Maia, vende um cenário em que o atual presidente da Câmara age como uma criança. “Nos últimos anos, o dia a dia dos deputados lembrava aquele jogo de meninos no playground: a bola só rolava quando o dono deixava. Queremos mudar isso. Meu compromisso sempre foi de tocar a bola com os outros 512 deputados federais, sem birra, sem surpresas. Comigo, todo mundo joga e tem espaço.”

Lira é o candidato preferido do presidente Jair Bolsonaro.

Tudo o que sabemos sobre:

Arthur Liracentrocâmara