Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Lira: ‘Não adianta levar a pauta na marra ao plenário’

Equipe BR Político

O líder do PP na Câmara, deputado Arthur Lira (AL), acredita na aprovação da reforma da Previdência, mas ressaltou que a proposta precisa ser amplamente debatida e que não é possível antes de ir a votação no plenário. “O problema é de que tamanho, com que prazo. Não haverá votos se continuarmos com essa especulação de prazos. Quanto mais se discutir e buscar por uma reforma minimamente consensuada, maior a chance de ter os 308 votos necessários”, afirmou Lira, em entrevista à Rádio Eldorado. “Não adianta levar a pauta na marra ao plenário de 513 deputados que ninguém controla”, completou.

Sobre a desidratação no texto, deputado refutou, entretanto, que o Centrão esteja agindo para enfraquecer o presidente Jair Bolsonaro para uma eventual candidatura à reeleição em 2022. “Não existe Centrão, isso é uma denominação da imprensa para aglutinar os partidos que não estão na base do governo”, disse. “Paulinho da Força (SD-SP) errou ao sugerir desidratar a reforma como estratégia para enfraquecer Bolsonaro. O tempo das mídias sociais é muito mais rápido que o tempo da política real e ele já reconheceu que errou”, afirmou.