Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Luis Almagro, secretário-geral da OEA, reconhece vitória de Biden

Alexandra Martins

Exclusivo para assinantes

O controverso secretário-geral da Organização dos Estados Americanos (OEA), Luis Almagro, parabenizou a dupla Joe Biden e Kamala Harris pela vitória na eleição presidencial dos Estados Unidos. Devoto da agenda internacional do presidente Donald Trump, especialmente no tocante aos conflitos dos EUA com a Venezuela, Almagro afirmou ainda que “esperamos continuar a trabalhar em estreita colaboração com os Estados Unidos pela democracia, direitos humanos, desenvolvimento e segurança no hemisfério”, escreveu no Twitter.

Um dos desafetos de Almagro na América do Sul, dentre vários outros de perfil progressista, o ex-presidente da Bolívia Evo Morales ironizou com a estratégia de Trump de contestar o resultado da eleição nos EUA. “Se houver fraude, Donald Trump deve procurar Luis Almagro”, afirmou o boliviano ao canal russo TV RT, direto da Argentina, na quinta, 5. Evo se referiu à ferida deixada pela acusação de Almagro e da OEA de que houve fraude a favor do boliviano na eleição presidencial que resultou na renúncia de Evo, em 2019.

Sobre a Venezuela, Almagro e a OEA reconhecem Juan Guiadó como presidente do país, que nunca nem chegou a governar.

 

Tudo o que sabemos sobre:

Luis AlmagroOEAEvo MoralesJoe Biden